A Petrobrás é do povo brasileiro

Notícias do Radar

O gerente executivo de Controladoria da Petrobrás fez uma apresentação sobre a situação financeira da empresa, tentando justificar a venda de ativos e o desmonte do quadro operacional como necessários para reduzir o endividamento.

A FUP criticou duramente o atual modelo de gestão e sua opção em atender exclusivamente aos interesses do mercado, como se a Petrobrás não fosse uma empresa comprometida com o Estado brasileiro. O coordenador da FUP, José Maria Rangel, lembrou que os dois grandes momentos em que a companhia deu um salto em sua trajetória foram as descobertas da Bacia de Campos e do Pré-Sal. “Em ambos os casos, isso só foi possível em função de decisões de Estado”, afirmou.

Ele lembrou ainda que o grau de investimento que a Petrobrás tinha e perdeu só foi conquistado durante a gestão do presidente José Sérgio Gabrielli, quando a empresa era administrada com foco no desenvolvimento nacional.